UERJ UERJ Mapa do Portal Contatos
Menu
Home > Atualidades > Notícias
Doações garantem abertura de 100 leitos de CTI em hospitais públicos do Rio

02/04/2020

A chegada da Covid-19 expôs a fragilidade da rede pública hospitalar do Rio e, na corrida pela ativação de Centros de Tratamento Intensivo (CTIs), a sociedade civil decidiu ajudar os hospitais universitários Pedro Ernesto, da Uerj, e Clementino Fraga Filho, da UFRJ. Ambos já conseguiram recursos para abrir cem leitos: por meio de campanhas e "vaquinhas" on-line, arrecadaram, até ontem, R$ 16 milhões.
Com iniciativa de entidades sem fins lucrativos e o apoio da plataforma de financiamento coletivo Benfeitoria, o Hospital do Fundão terá um salto substancial no número de vagas em UTI, aumentando de 16 para 76. Dois andares já estão sendo adaptados para receber os 60 novos leitos, que devem ser completamente ativados na primeira quinzena de maio.
A campanha, que recebe o nome de União Rio, já arrecadou quase R$ 12 milhões, que serão empregados na adaptação dos dois andares da unidade, além da compra dos equipamentos de UTI e contratação de pessoal por dois meses, tempo necessário para o que SUS assuma a gestão.
— Começamos com o plano de criar 50 leitos, mas com a adesão popular, conseguimos aumentar em 20% e teremos 60 leitos — conta Pedro Werneck, presidente do Instituto da Criança, que ficará responsável pela destinação dos recursos e prestação de contas.
Além do Instituto da Criança, a campanha é formada pela articulação de outras três entidades sem fins lucrativos relevantes no Rio de Janeiro: Instituto Desiderata, Instituto Phi e Instituto de Estudos para Políticas de Saúde (IEPS). A meta inicial era de R$ 5 milhões e foi batida em três dias. Em pouco mais de uma semana, o grupo caminha a passos largos rumo à terceira meta, de R$ 15 milhões.
Na plataforma Benfeitoria, estão no ar mais de 200 campanhas relacionadas ao Coronavírus no ar. Elas estão agrupadas no canal Rede de Apoio - Covid-19.
— As campanhas explodiram depois das ações restritivas. Realmente elas conscientizaram as pessoas. É uma situação crítica, não é uma crise só de saúde, é socioeconômica. Só conseguimos lidar com uma ação coletiva de forma coletiva. É uma chacoalhada da sociedade civil, que nos reconecta, apesar de estarmos separados pelo isolamento — acredita Murilo Farah, CEO da plataforma Benfeitoria.
A UFRJ também recebe doações diretas de pessoas físicas e jurídicas, através de dois fundos geridos internamente. O valor arrecadado já passa de R$ 350 mil e tem sido utilizado para compra de EPIs e testes de detecção de coronavírus.
A Uerj também lançou uma campanha para ampliar sua capacidade de atender pacientes graves de Covid-19. A meta é arrecadar R$ 5 milhões, necessários à ativação de 50 leitos de UTI. A iniciativa contou com o apoio da atriz e apresentadora Tatá Werneck, que publicou um apelo aos fãs e amigos para que colaborassem.
No começo da tarde de terça-feira, ela informou que cerca de R$ 3 milhões já haviam sido arrecadados. Em 24 horas, a Uerj informou que total já passava os R$ 4 milhões, suficientes criar 40 vagas de terapia intensiva.
— Peço aos amigos que têm condições financeiras que ajudem. Faltam 2 milhões! Eu já fiz minha doação! Quem não puder ajudar e tem muitos seguidores, se quiser postar pra ajudar, será lindo! — escreveu Tatá Werneck.

Saiba mais em O Globo

Novidades

Fechados na quarentena, museus oferecem doses de arte ao público pelas redes sociais

28/05/2020

Arte é resistência. Para continuar oferecendo programação cultural ao público durante a quarentena, ...

Campos, RJ, registra quase 600 casos de chikungunya no primeiro trimestre deste ano

28/05/2020

O mundo todo está lidando com as consequências do novo coronavírus. Em Campos dos Goytacazes, no Nor...

Madeireiras são alvo de ação contra extração ilegal de madeira de reserva indígena de RO

28/05/2020

Duas madeiras do distrito de Extrema e mais três de Nova Califórnia foram alvos de uma ação conjunta...

Bioma mais ameaçado do Brasil, Mata Atlântica vive alta do desmatamento

28/05/2020

O ritmo de destruição da Mata Atlântica voltou a subir após ter sido registrada a menor taxa de desm...

Desmatamento na mata atlântica cresce 27% entre 2018 e o primeiro ano do governo Bolsonaro

28/05/2020

O desmatamento na mata atlântica entre 2018 e 2019 cresceu cerca de 27% em comparação com o período ...

Amazônia perdeu em média 2,1 mil hectares de floresta por dia em 2019, aponta levantamento

28/05/2020

A Amazônia perdeu em média 2.110 hectares de floresta por dia em 2019, área equivalente 1,9 mil camp...