UERJ UERJ Mapa do Portal Contatos
Menu
Home > Atualidades > Notícias
Para especialistas, bueiros entupidos são os grandes vilões dos alagamentos

22/06/2017

Em apenas algumas horas, choveu mais, na terça-feira, do que o esperado para o mês de junho em pelo menos onze bairros da cidade, segundo dados do Alerta Rio. A prefeitura alegou que o volume de água da chuva, somado a uma ressaca e à maré cheia, foi responsável pelos alagamentos registrados terça-feira, principalmente na Zona Sul e na Grande Tijuca. Mas especialistas ouvidos pelo GLOBO não acreditam que São Pedro seja culpado pelo caos que, mais uma vez, parou a cidade. Segundo engenheiros da Uerj e da Coppe/UFRJ, o principal motivo foi um problema crônico: falta de manutenção do sistema de drenagem. Em outras palavras, bueiros entupidos.
— O que importa é a chuva forte em um pequeno espaço de tempo. E o que choveu no período de uma hora foi uma chuva moderada, com 65 mm por hora na Muda, o que provavelmente encheu o Rio Maracanã, e 53 mm no Alto da Boa Vista, que escoaram para o Jardim Botânico. Não é pouco, mas nada disso seria noticiado se tivéssemos os bueiros da cidade todos limpos — afirma o engenheiro civil Paulo Canedo, professor da Coppe/UFRJ. — A falta de manutenção do sistema de drenagem da cidade é o principal problema.
Segundo Canedo, “se a chuva diminui, a água que se acumula no asfalto deve escoar em segundos, no máximo um minuto”.
— Se a água não escoa, é porque o ralo está ruim, ou seja, a microdrenagem não está funcionando. A menos que os rios da cidade estivessem todos transbordando, o que não aconteceu. Não tenho dúvidas ao afirmar que o sistema de microdrenagem está sujo e semiobstruído.
O professor diz “aplaudir de pé” o projeto dos três reservatórios da Grande Tijuca, os chamados piscinões, construídos na gestão de Eduardo Paes sob as praças da Bandeira, Varnhagen e Niterói, por ter sido “a primeira vez que o problema foi enfrentado”. Mas afirma que os reservatórios, feitos com 42% da capacidade original — 119 milhões de litros em vez dos 281 milhões anunciados —, também padecem com a falta de manutenção. Além disso, há uma grande quantidade de lixo que bloqueia a entrada de água no sistema. Na terça-feira houve transbordamento do Rio Maracanã exatamente no ponto em que a água é captada em um dos reservatórios.
Segundo Marcelo Miguez, também professor de engenharia civil da Coppe/UFRJ, o Programa de Controle de Enchentes da Tijuca não terá o efeito esperado, a menos que seja concluído o desvio do Rio Joana, interrompido ano passado com 80% das obras concluídas — a promessa é que o desvio direto para a Baía de Guanabara, na altura de São Cristóvão, evite a sobrecarga no Canal do Mangue. Pelo cronograma inicial, o desvio deveria ter ficado pronto em 2014. Miguez também lembra que um dos reservatórios prometidos, abaixo da Rua Heitor Beltrão e que armazenaria as águas do Rio Trapicheiros, não foi feito.

Saiba mais em O Globo

Novidades

Para especialistas, bueiros entupidos são os grandes vilões dos alagamentos

22/06/2017

Em apenas algumas horas, choveu mais, na terça-feira, do que o esperado para o mês de junho em pelo ...

Biólogo denuncia acúmulo de lixo em lagoas da Barra após chuvas fortes na cidade

22/06/2017

O alagamento de ruas em diversos pontos da cidade não foi o único problema causado pelas fortes chuv...

Golfinho morre com tira de chinelo presa ao focinho no litoral de São Paulo

22/06/2017

Um golfinho foi encontrado morto com um chinelo preso no seu focinho em Ubatuba, no litoral norte de...

Dois pontos de banho são fechados na BA após turistas serem infectados por doença de caramujo

22/06/2017

Dois locais utilizados por moradores da cidade baiana de Lençóis para banho foram interditados após ...

Ondas de calor fatais aumentarão mesmo se aquecimento se limitar a 2ºC

22/06/2017

As mudanças climáticas vão aumentar a frequência das ondas de calor letais, mesmo que a humanidade c...

Termina prazo para renovação de empréstimo para projeto de despoluição da Baía de Guanabara

22/06/2017

A crise nos cofres do Rio de Janeiro pode inviabllizar um investimento milionário para despoluir a B...