UERJ UERJ Mapa do Portal Contatos
Menu
Home > Atualidades > Notícias
Macaco é encontrado morto em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio

23/01/2018

Um macaco foi encontrado morto em um condomínio no bairro de Campo Grande, na Zona Oeste do Rio, nesta segunda-feira. O animal foi recolhido pelo Centro de Controle de Zoonoses e encaminhado para a realização de exames no Instituto Jorge Vaitsman, que vão identificar se a causa da morte está relacionada à febre amarela. O material coletado nos testes será encaminhado para a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).
De acordo com a Vigilância Sanitária, desde o início do ano, 26 macacos apareceram mortos no município do Rio. Do total, 18 animais foram analisados e o material foi encaminhado para a Fiocruz. Oito deles foram encontrados impróprios para análise (em estágio de deterioração avançado ou sem órgãos). Dos que foram testados, até o momento, não há comprovação da presença do vírus da febre amarela. De todos os animais encontrados mortos no município do Rio, 10 têm indícios de morte por envenenamento ou em decorrência de algum trauma.
Segundo a subsecretária de Vigilância Sanitária, a médica veterinária Márcia Rolim, o número de animais analisados este ano é mais que o dobro do que o recebido no mesmo mês do ano passado, em que sete casos foram encontrados no município.
— Nós estamos muito assustados com o número de animais que estamos recebendo. Em 2017 recebemos sete animais no município e sete do Estado. Esse ano, já recebemos 64 animais no estado do Rio. Isso é um alerta porque estamos fazendo as necrópsias e estamos vendo que a maioria das causas de morte têm sido politraumatismo ou envenenamento. Isso significa maus-tratos. Os animais chegam para a gente com lesões de espancamento, mutilados. No município não houve qualquer relação com a doença — disse.

Saiba mais em O Globo

Novidades

Estudo avalia impacto do vazamento de petróleo em manguezais

13/11/2018

Berçários para muitas espécies da fauna, que ali realizam a desova, os manguezais são responsáveis p...

Sem soluções definitivas, ribeirinhos ainda sofrem com devastação do Rio Doce 3 anos após ‘mar de lama’

13/11/2018

De um lado, o Rio Piranga segue seu curso com águas esverdeadas. Do outro, o alaranjado sem vida do ...

Biodiversidade é ´galinha de ovos de ouro´ desperdiçada no Brasil, mostra relatório

13/11/2018

O mel é o produto mais visível dos préstimos oferecidos de graça pelas abelhas. Mas, muito além de a...

Mais de 300 animais resgatados em fiscalização em AL são devolvidos à natureza

13/11/2018

Mais de 300 animais foram devolvidos à natureza na manhã desta sexta (9) em mais uma ação da Fiscali...