UERJ UERJ Mapa do Portal Contatos
Menu
Home > Atualidades > Notícias
Expedição marítima encontra indícios de mudanças climáticas ancestrais

14/11/2017

No tempo dos dinossauros, o mar não estava para peixe. Uma amostra de solo submarino de 94 milhões de anos, encontrada na costa sudoeste da Austrália, indica que o Oceano Índico passou por momentos de total ausência de oxigênio. Anunciada nesta semana, a descoberta foi feita pela equipe de pesquisadores da Expedição 369 do Programa Internacional de Descoberta do Oceano (IODP, em inglês).
O achado avança o conhecimento sobre as condições climáticas da Terra no período Cretáceo – aquele que foi encerrado com a extinção dos dinossauros.
A equipe internacional de cientistas envolvida na descoberta trabalha a bordo do navio de perfuração JOIDES Resolution, em uma missão de dois meses que termina no fim de novembro. Três brasileiros integram a missão, formada por profissionais de 15 países.
A ausência de oxigênio no oceano, conhecida como evento anóxico, já foi comprovada em outros locais no mundo. Estes “eventos” são inclusive a origem do petróleo, quando a matéria orgânica depositada “encontra” as condições ideais para isso. As razões dessas ocorrências nunca foram totalmente compreendidas. Apenas se sabe que ocorreram muitas vezes durante o período Cretáceo (145 a 60 milhões de anos atrás), a era dos dinossauros, quando a Terra era quente, farta de vida e fértil.
Com a falta de oxigênio no mar, a matéria celular dos seres vivos foi preservada, e se formaram camadas ricas e muito escuras no subsolo marítimo. A presença de uma camada desse tipo em altas latitudes (no período Cretáceo, o local perfurado estava em outro ponto, a 60 graus sul) pode preencher uma lacuna importante na compreensão das causas de uma enorme mudança climática nos oceanos, ocorrida há quase cem milhões de anos.
O micropaleontólogo Brian Huber, um dos líderes da equipe, está entusiasmado com o achado e afirma que o estudo detalhado deste intervalo anóxico ajudará a resolver a controvérsia de mais de 40 anos sobre a causa dos eventos anóxicos em vários lugares do mundo.

Saiba mais no site da Capes

Novidades

Estudo avalia impacto do vazamento de petróleo em manguezais

13/11/2018

Berçários para muitas espécies da fauna, que ali realizam a desova, os manguezais são responsáveis p...

Sem soluções definitivas, ribeirinhos ainda sofrem com devastação do Rio Doce 3 anos após ‘mar de lama’

13/11/2018

De um lado, o Rio Piranga segue seu curso com águas esverdeadas. Do outro, o alaranjado sem vida do ...

Biodiversidade é ´galinha de ovos de ouro´ desperdiçada no Brasil, mostra relatório

13/11/2018

O mel é o produto mais visível dos préstimos oferecidos de graça pelas abelhas. Mas, muito além de a...

Mais de 300 animais resgatados em fiscalização em AL são devolvidos à natureza

13/11/2018

Mais de 300 animais foram devolvidos à natureza na manhã desta sexta (9) em mais uma ação da Fiscali...