UERJ UERJ Mapa do Portal Contatos
Menu
Home > Atualidades > Notícias
Covas sanciona lei que proíbe estabelecimentos de fornecer utensílios plásticos descartáveis na cidade de SP

14/01/2020

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, sancionou na manhã de ontem (13) uma lei municipal que proíbe estabelecimentos comerciais da cidade de fornecerem utensílios plásticos aos clientes, como copos, facas, garfos, pratos, mexedores de bebida e varas para balões (amarras para bexigas em festas infantis).
Os produtos plásticos deverão ser trocados por similares de material biodegradável, compostáveis ou reutilizáveis.
Os estabelecimentos proibidos de distribuir são hotéis, restaurantes, bares e padarias, além de espaços para festas infantis, clubes noturnos, salões de dança e eventos culturais e esportivos.
Os estabelecimentos terão, segundo a lei, até janeiro de 2021 para se adequar à norma.Quem descumprir, após este prazo, será multado. A multa pode variar de R$ 1 mil a R$ 8 mil e levar até ao fechamento do estabelecimento, em caso de reincidência.
O projeto de lei 99/2019 foi aprovado pela Câmara de Vereadores, em segunda votação, em novembro de 2019. A primeira votação aconteceu em 18 de setembro daquele ano. O projeto é de autoria do vereador Xexéu Tripoli.
"Quando eu sancionei a lei que proibia canudos plásticos na cidade de São Paulo (em junho de 2019), questionavam se a lei pegaria. Hoje, a lei ainda não foi regulamentada mas não se vê mais canudos plásticos na cidade", disse Bruno Covas no momento da sanção.
"A lei transformou a cultura da nossa população", afirmou o prefeito sobre a retirada de canudos plásticos em São Paulo.
"As pessoas vão abrir mão de um conforto individual para termos um mundo melhor para nossos filhos. Este é o compromisso ambiental desta geração com as futuras gerações", acrescentou Covas.
Segundo a Prefeitura, 16,9% do material que é levado para aterros públicos na cidade compõe-se de plásticos. Aproximadamente 635 mil toneladas de plástico são recolhidos de domicílios da cidade por ano.

Veja quais são as penas previstas no G1

Novidades

Sardinhas são encontradas mortas em praia da Ilha do Governador

16/01/2020

O Instituto Estadual do Ambiente trabalha com duas hipóteses para os peixes que apareceram mortos na...

Presidente da Cedae pede desculpas e promete que gosto e cheiro da água começam a ser normalizados até semana que vem

16/01/2020

A diretoria e o corpo técnico da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae) afi...

Saiba como a geosmina se forma na água e como o carvão ativado funciona

16/01/2020

A crise da água no Rio de Janeiro e na Baixada Fluminense tem preocupado a população. Alguns questio...

Crise da água no Rio é resultado de décadas de descaso com bacia hidrográfica, diz engenheira química

16/01/2020

Estava pronta para trazer aos leitores algumas observações sobre um bom livro que recebi, em que há ...

Área com alerta de desmatamento na Amazônia sobe 85% em 2019 ante 2018, segundo o Inpe

16/01/2020

A área com alertas de desmatamento na Amazônia Legal em 2019 aumentou 85,3% na comparação com o ano ...

Jararacas são responsáveis por 83% dos acidentes com cobras no interior do AC, aponta estudo

16/01/2020

Em um ano, 133 pessoas chegaram ao Hospital do Juruá, em Cruzeiro do Sul, vítimas de picadas de cobr...