UERJ UERJ Mapa do Portal Contatos
Menu
Home > Atualidades > Notícias
Rio de Janeiro é o estado com a pior adesão do país na vacinação contra a gripe

23/05/2019

O Rio de Janeiro é o estado com a pior adesão a vacina da gripe em todo o país e grande parte da população pode ficar desprotegida, pois a campanha acaba em duas semanas. Até agora, apenas 45% da população se vacinou. Em todo o Brasil, a proporção é de 63%.
Nesta quarta-feira (22) e na quinta-feira (23), a Secretaria Estadual de Saúde vai fazer uma campanha especial na estação Central do Brasil, no Centro do Rio, para população se vacinar. O infectologista Edmilson Migowski destaca a importância da vacina.
“A vacina é a forma mais segura, eficaz e barata de evitar o vírus influenza, da gripe, que passa de uma pessoa para outra pelo contato. E está disponível na rede pública”, disse o infectologista.
São três tipos de vírus, entre eles o H1N1. Segundo o infectologista qualquer tipo de gripe pode levar à morte.
“Muita gente confunde gripe com resfriado. E acha que gripe é uma doença branda. Não é. Gripe é uma doença grave, que pode complicar, mas tem uma ferramenta segura de combate que é a vacina. O resfriado é uma doença mais branda, muito mais tranquila que não costuma complicar como a gripe. Resfriado forte é gripe. Na dúvida procure um posto de saúde e coloque a vacinação em dia, que é muito mais seguro”, enfatizou Migowski.
A campanha nacional de vacinação contra a gripe começou no dia 10 de abril e tem a previsão de encerramento no dia 31 de maio. A vacina é muito importante, no ano passado, foram notificados 233 casos de influenza em todo o estado, com 30 óbitos. Em 2019, foram notificados 49 casos, com oito mortes.
Além de postos de saúde, nesta quarta e na quinta-feira, a população pode procurar a vacina das 7h às 11h, na tenda que será montada na entrada "C" da Central. Para receber as doses basta comparecer ao local e apresentar um documento de identificação.
Podem se vacinar pessoas dentro do público-alvo: crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade, gestantes, idosos e pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis.
No estado, a vacina também está sendo oferecida gratuitamente aos professores das escolas públicas e privadas.
O Ministério da Saúde incluiu policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas como público alvo. As únicas pessoas que devem tomar o cuidado adicional em relação à vacina são aquelas que já sabem que têm alergia a ovo.

Fonte: G1

Novidades

Especialistas questionam legalidade do projeto para patinetes aprovado pela Alerj

13/06/2019

Uma primeira tentativa de regulamentação do uso de patinetes elétricos no Rio foi feita na terça-fei...

No Dia dos Namorados, casais de animais do zoológico do Rio ganham almoço especial

13/06/2019

Próximo ao dia dos namorados muitos casais tentam abocanhar uma ou outra promoção de restaurantes na...

Estado do Rio fica desabastecido de inseticida, após compra de 300 mil litros de produto incompatível

13/06/2019

Os estoques do inseticida utilizado no controle do mosquito Aedes aegypti adultos estão abaixo dos n...

Polícia encontra área de 2 mil m² desmatada e árvores nativas cortadas em Petrópolis, no RJ

13/06/2019

Agentes da Unidade de Policiamento Ambiental (UPAm) do Parque Estadual dos Três Picos encontraram um...

´Brasil não conseguirá atingir as metas´, diz coordenador do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas

13/06/2019

Oswaldo Lucon acompanha de perto o avanço da temperatura global há 25 anos. Desde a década de 1990, ...

Confirmações de casos de dengue no Paraná aumentam 12% em uma semana, indica boletim

13/06/2019

As confirmações de casos de dengue no Paraná aumentaram 12% em uma semana, de acordo com o boletim s...