UERJ UERJ Mapa do Portal Contatos
Menu
Home > Atualidades > Notícias
Tartarugas superam lama da Samarco em Regência e desova volta a crescer no ES

08/11/2018

Três anos depois do desastre ambiental no Rio Doce, o maior da história do país, a lama não interferiu na quantidade de tartarugas que vão à Praia de Regência, na Foz do Rio Doce, no Espírito Santo, fazer a desova. O número de ninhos está elevado, se comparar com anos anteriores.
A Praia de Regência é um dos principais pontos de desoba de tartaruga do país. No local, o Projeto Tamar tem uma base de estudos e preservação.
Há três anos, a situação no local foi um desespero. A lama de rejeitos da Samarco atingiu Regência em novembro, auge da temporada de desova.
Em 2015, os biólogos do projeto tiveram que interferir na desova para tentar salvar os animais que estavam nascendo. Os filhotes e os ovos foram levados para mais de 20 km ao Sul da Praia de Regência, onde a lama ainda não tinha chegado.
A intenção foi evitar que, pelo menos, o primeiro contato dos animais fosse com uma água contaminada. Mas os biólogos sabiam que as tartarugas de alguma foram iriam nadar na água com lama de rejeitos de minério.
Agora, em 2018, é o começo de mais uma temporada de desova. Como a desova acontece à noite, os biólogos percorrem 37 quilômetros de praia, monitorando os animais.
Na escuridão, somente o farol dos veículos ilumina a praia. E só mesmo o olhar treinado da bióloga para achar a tartaruga. "A gente vai buscando pelo rastro que ela deixa na areia, que, por mais que esteja escuro, o rastro se destaca", falou.
Cada tartaruga coloca em média 120 ovos. As tartarugas marinhas seguem um intervalo de dois a três anos para desovar.

A matéria pode ser lida no G1

Novidades

De dentadura a celular: ação coleta 150 quilos de lixo na Praia de Ipanema

19/03/2019

"Imagina daqui a 50 anos não poder entrar no mar?", questiona o surfista Pedro Scooby, durante ação ...

Prefeitura do Rio cria projeto de observação de aves em parques da cidade com calendário regular

19/03/2019

A imersão do homem na natureza em grandes metrópoles, como o Rio de Janeiro, costuma ter dia e hora ...

Pesquisadores da Fiocruz desenvolvem teste que custa R$ 1 para detectar zika em menos de uma hora

19/03/2019

Pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) em Pernambuco desenvolveram uma técnica mais barata...

Estudo mapeia área de sedimentos decorrentes do desastre em Mariana

19/03/2019

O crescimento exponencial da mineração em todo o mundo é uma realidade que preocupa a comunidade cie...

Moradores são retirados de casa por risco de rompimento de barragem no Ceará

19/03/2019

Cerca de 250 famílias foram retiradas de suas casas no município de Ubajara (CE), devido ao risco de...