UERJ UERJ Mapa do Portal Contatos
Menu
Home > Atualidades > Notícias
Goiânia estimula descarte correto de óleo de cozinha

20/06/2024

Uma família consome em média de 12 a 15 litros por ano de óleo, segundo a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (ABIOVE). Descartado incorretamente, como na pia da cozinha, o óleo pode contaminar a água e o solo. Buscando uma alternativa em prol do meio ambiente, a prefeitura de Goiânia está estimulando a população a entregar o óleo de cozinha usado por meio de um mutirão.
Por meio da campanha de conscientização e coleta “Transforme óleo em oportunidade: doe, recicle e apoie”, a intenção é utilizar o óleo coletado como matéria-prima para cursos de fabricação de sabão. Uma ação que proporcionará oportunidades de emprego local, beneficiando especialmente mulheres em situação de vulnerabilidade – incentivando a autonomia, renda extra e ainda promovendo a sustentabilidade.
O curso de fabricação de sabão, ministrado pela influenciadora digital Vânia Venturini, desempenha papel importante na capacitação dessas mulheres. Com seu conhecimento prático e expertise no tema, Vânia não apenas ensina técnicas de produção de sabão artesanal, mas também inspira confiança e independência financeira entre as participantes.
A iniciativa da Prefeitura de Goiânia é realizada por meio da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Políticas Afirmativas (SMDHPA), em parceria com o Instituto Rizzo. As doações começaram a ser recebidas na última segunda-feira (17).
Os cidadãos podem colaborar armazenando o óleo de cozinha usado em garrafas plásticas bem vedadas e entregando-as diretamente na secretaria. Para armazenar corretamente o óleo, é importante deixá-lo esfriar completamente após o uso, evitando manuseá-lo quando estiver quente para não danificar o recipiente de armazenamento. Utilize um funil com filtro de papel ou um pano limpo para coar o óleo, removendo restos de alimentos e impurezas, o que facilita o processo de reciclagem.
Para o armazenamento seguro, prefira garrafas plásticas ou frascos de vidro com tampas bem fechadas, garantindo que os recipientes estejam limpos e secos antes de colocar o óleo. Mantenha o recipiente em um local fresco e seco, afastado de fontes de calor e fora do alcance de crianças e animais, pois o óleo pode ser inflamável.
Além desta iniciativa pontual, voltada para o curso, a cidade de Goiânia disponibiliza cinco ecopontos para descarte responsável de resíduos como restos de obras e óleo de cozinha. Segundo a gestão, nos últimos dois anos, os pontos de coleta receberam 31 litros de óleo de cozinha usado, o que indica que a população precisa se engajar mais na entrega do resíduo.

Os chamados ecopontos funcionam todos os dias, das 07h às 22h.

Confira os locais de recolhimento no CicloVivo

Novidades

Onça é pintada aos pés do Cristo Redentor; outras esculturas do felino estão no Arpoador

11/07/2024

A escultura de uma onça foi pintada aos pés do Cristo Redentor nesta quarta-feira pelo artista amazo...

Operação no Pantanal conseguiu extinguir 55% dos focos de incêndio, diz Marina Silva

11/07/2024

A ministra do Meio Ambiente e Mudança Climática, Marina Silva, disse nesta quarta-feira (10) que dos...

Por que amazônia virou ´barril de pólvora´ e queimadas batem recordes

11/07/2024

Depois do pantanal e do cerrado, a amazônia também bate recorde de queimadas no primeiro semestre de...

Degradação da vegetação nativa do Brasil pode ser de 25%

11/07/2024

Entre 1986 e 2021 o Brasil de 11% a 25% de toda a vegetação nativa do Brasil esteve suscetível ao pr...

´Quando o resíduo está valorizado, ele não vai parar no mar´, diz gerente de circularidade do Pacto Global da ONU

11/07/2024

Fragmentos de plástico, bitucas de cigarro, pedaços de isopor, tampinhas de garrafas plásticas e emb...

Regulação de hidrogênio verde com energia limpa avança no Congresso; entenda como deve funcionar

11/07/2024

O Senado aprovou a política que vai possibilitar, no Brasil, a produção de hidrogênio a partir de en...