UERJ UERJ Mapa do Portal Contatos
Menu
Home > Atualidades > Notícias
Yellow lança bicicletas elétricas no Brasil - veja como funciona e preço

14/03/2019

A Yellow estreou seu sistema de bicicletas elétricas compartilhadas na segunda-feira (11). A empresa é pioneira no sistema dockless (sem estação para retirada e devolução) para esse tipo de veículo. Disponível para celulares Android e iPhone (iOS), o serviço custa a taxa fixa de R$ 5 para o desbloqueio da bike, mais R$ 0,40 centavos a cada minuto de uso. Os interessados podem se locomover das 8h às 21h, período de funcionamento do transporte. Para isso, precisam escanear o QR Code na parte traseira do equipamento e dar início à corrida. Inicialmente, a novidade está disponível em São Paulo, Vitória e Curitiba, e tem o funcionamento parecido com a Uber.
A retirada das bikes pode ser feita em pontos privados parceiros da companhia. Para entregar o equipamento após o transporte, o usuário pode optar pelos locais parceiros ou em qualquer local da área de atendimento da Yellow, 21 quilômetro quadrados – assim como as patinetes da marca brasileira. A velocidade máxima das bicicletas é de 25 km/h e o uso de capacete é obrigatório nesse tipo de veículo. O pagamento pode ser feito com cartão de crédito ou dinheiro. Os créditos podem ser comprados em estabelecimentos parceiros na cidade e transferidos na hora para o aplicativo do usuário.
Ao fim do dia, as bicicletas são recolhidas para recarga, manutenção e limpeza. Na manhã seguinte estarão distribuídas nos estabelecimentos parceiros, prontas para serem utilizadas. Os equipamentos da Yellow não têm acelerador, mas oferecem pedal assistido, um sensor responsável por ativar o auxílio do motor conforme detecta as pedaladas. A promessa é que o dispositivo entregue maior leveza durante as pedaladas e facilidade para atingir a velocidade desejada. Além disso, as bikes recebem campainha, sinalização noturna dianteira, traseira e lateral e espelhos retrovisores, conforme resolução do Contran.
Vale lembrar que a empresa de mobilidade urbana individual já atua com outros serviços de transportes no país. Ela dispõe de bicicletas comuns e patinetes elétricas. Estas chegaram no Brasil em novembro de 2018, também na capital paulista, e um mês depois foram para a cidade do Rio de Janeiro. As opções de transporte servem como alternativa para fugir do trânsito nas grandes metrópoles.

Fonte: TechTudo

Novidades

Fechados na quarentena, museus oferecem doses de arte ao público pelas redes sociais

28/05/2020

Arte é resistência. Para continuar oferecendo programação cultural ao público durante a quarentena, ...

Campos, RJ, registra quase 600 casos de chikungunya no primeiro trimestre deste ano

28/05/2020

O mundo todo está lidando com as consequências do novo coronavírus. Em Campos dos Goytacazes, no Nor...

Madeireiras são alvo de ação contra extração ilegal de madeira de reserva indígena de RO

28/05/2020

Duas madeiras do distrito de Extrema e mais três de Nova Califórnia foram alvos de uma ação conjunta...

Bioma mais ameaçado do Brasil, Mata Atlântica vive alta do desmatamento

28/05/2020

O ritmo de destruição da Mata Atlântica voltou a subir após ter sido registrada a menor taxa de desm...

Desmatamento na mata atlântica cresce 27% entre 2018 e o primeiro ano do governo Bolsonaro

28/05/2020

O desmatamento na mata atlântica entre 2018 e 2019 cresceu cerca de 27% em comparação com o período ...

Amazônia perdeu em média 2,1 mil hectares de floresta por dia em 2019, aponta levantamento

28/05/2020

A Amazônia perdeu em média 2.110 hectares de floresta por dia em 2019, área equivalente 1,9 mil camp...