UERJ UERJ Mapa do Portal Contatos
Menu
Home > Atualidades > Notícias
Governo Trump anuncia revogação de política de emissão de CO2 feita por Obama

10/10/2017

O governo de Donald Trump anunciou nesta segunda-feira que revogará a política adotada por Barack Obama para restringir as emissões de gases responsáveis pelo efeito estufa, conhecida como "Clean Power Plan" ("Plano de energia limpa", em tradução livre). O chefe da Agência de Proteção Ambiental (Epa, na sigla em inglês), Scott Pruitt, afirmou que já nesta terça adotará medidas para derrubar a política do democrata.
- Amanhã (hoje) vou assinar uma proposta para acabar com o chamado Plano de Energia Limpa da administração anterior- afirmou Pruitt durante um discurso em um evento no Kentucky.
O Plano de Energia limpa tentou, pela primeira vez, diminuir as emissões de dióxido de carbono (CO2) das centrais elétricas movidas a carvão dos Estados Unidos. A meta era reduzir até 2030, em relação a 2005, 32% dessas emissões.
- O governo passado usava cada parcela de poder e autoridade para que a Epa escolhesse ganhadores, perdedores, e a maneira como geramos energia elétrica nesse país. Isso é ruim- disse Pruitt sobre o plano promulgado em 2015.
Caso o plano tivesse entrado em vigor, sua aplicação teria provocado o fechamento de muitas das centrais de carbono mais antigas e poluidoras do país. No entanto, a política está bloqueada pela justiça, após uma petição movida por cerca de 30 estados, a maioria republicanos.
Pruitt foi um adversário ferrenho da política climática desenvolvida pelo ex-presidente Barack Obama, e liderou a batallha contra o Plano de Energia Limpa. O ex-procurador geral de Oklahoma é conhecido nos EUA por suas fortes relações com a indústria de combustíveis fósseis, chegando inclusive a se tachado de "marionete" dessas empresas, por ONGs ligadas ao meio ambiente.
Em março, o presidente Donald Trump assinou um decreto sobre a "independência energética", que ordenava revisar a política de Obama sobre as mudanças climáticas. O republicano, que questionou repetidamente a existência do aquecimento global, prometeu reviver a indústria do carbono para dar postos de emprego aos mineiros.
O presidente também anunciou no início de junho sua itnenção de abandonar o Acordo de Paris, assinado em 2015 por 195 países com a intenção de limitar o aumento do aquecimento global. Os EUA são o segundo maior emissor de gases do efeito estufa depois da China.
Segundo a "União dos cientistas preocupados" (UCS, na sigla em inglês)- uma ONG que faz a revisão crítica das políticas governamentais nos temas de ciência e tecnologia-, antes do Plano de Energia Limpa, "era permitido aos produtores de energia produzir quantidades ilimitadas de contaminação de CO2 na atmosfera".
- Não existiam regras que limitasse suas emissões de CO2, principal motor do aquecimento global- explicou a UCS em seu site.

Fonte: O Globo

Novidades

Ondas fortes arrastam contenção feita pela Prefeitura e criam buracos na Praia da Macumba

19/06/2018

Para os moradores do entorno da Praia da Macumba, no Recreio, Zona Oeste do Rio, a história se repet...

Vacinação contra a gripe é prorrogada até sexta em Niterói

19/06/2018

A Campanha de Vacinação Contra a Gripe de 2018 foi prorrogada pela prefeitura de Niterói até sexta-f...

Canudinho: conheça as alternativas ao tubinho de plástico condenado por poluir o meio ambiente

19/06/2018

Todos os dias, só nos Estados Unidos, 500 milhões de canudos plásticos são usados. O material acaba ...

Polícia Ambiental solta 11 maritacas após tratamento no zoo de Catanduva

19/06/2018

A Polícia Ambiental soltou no dia 13, 11 maritacas que estavam recebendo tratamento no zoológico de ...

Onça parda sobe em árvore de sítio e assusta moradores de distrito em Jaú

19/06/2018

Uma onça parda assustou os moradores de um sítio no distrito de Potunduva, em Jaú (SP), na última qu...

Brasil vai testar novo exame para reforçar luta global contra malária

19/06/2018

O Instituto Nacional de Ciência da Eliminação da Malária (Instituto Elimina), um consórcio de cerca ...