UERJ UERJ Mapa do Portal Contatos
Menu
Home > Atualidades > Notícias
Parque Estadual da Serra da Tiririca recebe mudas de especie considerada extinta

12/05/2022

Uma equipe do Parque Estadual da Serra da Tiririca (Peset) realizou, na quinta-feira, o plantio de 28 mudas de guarajuba (Terminalia acuminata) no Córrego dos Colibris. Desaparecida por mais de 70 anos, a espécie florestal era considerada extinta e foi redescoberta em 2015 por pesquisadores na unidade de conservação.
Segundo o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), órgão que administra o parque, as árvores de grande porte, com troncos largos na base e mais finos na parte superior, deixou de ser vista na natureza em 1942. Desde 1998 era considerada extinta, até ser redescoberta por um grupo de pesquisadores — entre eles, Inara Batista, coordenadora do Plano de Ação Nacional para Conservação da Flora Endêmica Ameaçada de Extinção do Estado do Rio de Janeiro, o PAN Flora Endêmica.
As mudas de guarajuba foram cultivadas no Horto Florestal de Guaratiba, no Rio, a partir de sementes de árvores redescobertas no Peset. Com uma vasta diversidade de fauna e flora, o Córrego dos Colibris é o território que originou a criação do parque.
— O trabalho de reflorestamento no Parque Estadual da Serra da Tiririca é de grande importância não só para o estado do Rio, mas para a ciência em nível internacional. A partir dos esforços na restauração da espécie, geramos estudos e conhecimento que são do interesse de todos nós como população — afirma o secretário estadual do Ambiente e Sustentabilidade, José Ricardo Brito.
Gestor do parque, Leandro Augusto explica que, além da importância histórica, o Córrego dos Colibris foi escolhido para o reflorestamento por ser um local de fácil acesso, com uma trilha plana. Voluntários que costumam atuar em ações no parque e alunos da 2ª série do ensino médio da Escola Estadual Professora Alcina Rodrigues Lima, de Itaipu, ajudaram a preparar o terreno e participaram do plantio com membros da equipe do Peset.
— O Córrego dos Colibris é uma área de trilha plana muito frequentada. Além da importância histórica, escolhemos o local para monitorarmos melhor o desenvolvimento dessa espécie, que é nova para nós — diz Augusto.
O presidente do Inea, Philipe Campello, ressaltou que o replantio da guarajuba lança luz sobre o papel central das unidades de conservação na proteção e recuperação da biodiversidade fluminense.
Na madrugada do próximo dia 16, o Peset vai promover uma atividade de observação do eclipse lunar no Costão de Itacoatiara. Já no mês que vem, o parque vairealizar diversas ações em celebração pelo Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado em 5 junho, que serão divulgadas em suas redes sociais.

Fonte: O Globo

Novidades

Governo autoriza captação de R$ 100 milhões para manejo de resíduos no Rio

26/05/2022

O Ministério do Desenvolvimento Regional autorizou a captação de recursos em seis cidades do Rio de ...

SP é o segundo estado com maior potência solar em telhados

26/05/2022

São Paulo é o segundo estado no Brasil com maior potência instalada de energia solar na geração próp...

Sesc Itaquera inaugura meliponário e traz atividades sobre abelhas

26/05/2022

No sábado, 21 de maio, o Sesc Itaquera promoveu atividades em comemoração ao Dia Mundial da Abelha, ...

Sucuri-verde de 6 metros é flagrada comendo uma capivara em rio de água cristalina

26/05/2022

O fotógrafo Hudson Garcia, de 42 anos, flagrou uma sucuri-verde (eunectes murinus), "almoçando" uma ...

Mata atlântica tem crescimento histórico de desmatamento

26/05/2022

A mata atlântica, o bioma brasileiro mais devastado, está vivendo um momento que parecia que não iri...

Programa coleta mais de 2 milhões de itens de escrita usados

26/05/2022

Itens como canetas, canetinhas, lápis, marcadores e lapiseiras são utilizados diariamente por uma gr...