UERJ UERJ Mapa do Portal Contatos
Menu
Home > Atualidades > Notícias
Metanfetamina descartada em rios deixa peixes viciados, mostra estudo

22/07/2021

Traços de remédios e drogas ilícitas usadas pelas pessoas e depois excretadas pelo corpo no banheiro conseguem superar os processos de tratamento de esgoto e surgir nos rios, mudando o comportamento dos bichos que ali vivem e afetando a saúde desses animais.
Agora, um estudo mostrou que porções de metanfetamina encontradas nos rios podem estar transformando os peixes em viciados na droga sintética. A pesquisa foi publicada no início deste mês na revista científica Journal of Experimental Biology.
Os autores, cientistas de instituições da República Tcheca, montaram um experimento para descobrir se os níveis de metanfetamina encontrados nos rios do país seriam suficientes para afetar o cérebro dos animais que dependem dessas águas.
Os pesquisadores deixaram alguns peixes da espécie Salmo trutta, um dos mais comuns nos rios europeus, por oito semanas em um tanque de água com uma concentração de 1 micrograma (0,001 miligrama) de metanfetamina por litro – uma quantidade semelhante à encontrada nas águas do país. Um outro grupo de peixes foi mantido pelo mesmo tempo em um tanque com água-doce limpa.
Após o período, os cientistas passaram a dar a escolha para os peixes entre água limpa e água com metanfetamina diariamente por dez dias. Os peixes que passaram as oito semanas anteriores no tanque com a metanfetamina repetidamente preferiram a água com a droga em detrimento da água limpa.
Além do comportamento alterado, os pesquisadores encontraram traços da droga no cérebro dos peixes viciados. “Nossa pesquisa mostrou que existe a transmissão de problemas da sociedade humana para os ecossistemas aquáticos”, escrevem os pesquisadores.
Um outro estudo, publicado no final de 2020 na revista científica Chemosfere, identificou danos degenerativos nos rins e no coração de peixes que ficaram por 35 dias em água com concentração de 1 micrograma de metanfetamina por litro – prejuízos semelhantes aos que a droga pode causar em mamíferos.
Pesticidas usados na agricultura também são encontrados nessas águas e podem gerar danos aos seres aquáticos. Em junho deste ano, um grupo de pesquisadores de instituições do Brasil publicou uma revisão de dados de pesquisas feitas em 21 países sobre a concentração do composto em água doce.
“Todos os países investigados no trabalho apresentaram um médio ou alto risco para os organismos aquáticos ao considerar suas legislações para águas doces superficiais”, diz a engenheira ambiental Emília Marques Brovini, uma das autoras do artigo publicado no periódico científico Environmental Science and Pollution Research.
“No entanto, mais estudos são necessários para melhorar nossa compreensão das lacunas de conhecimento remanescentes, especialmente daquelas relacionadas à sensibilidade das espécies endêmicas (que são encontradas em lugares específicos), efeitos crônicos e exposição à mistura de compostos", afirma Brovini.
Segundo a cientista, qualquer substância criada e vendida pode ser liberada no ambiente. Quando ela entra em contato com algum organismo terrestre ou aquático, pode representar algum perigo para os animais.
“Os estudos são essenciais para concluir o grau de toxicidade dos compostos, como também para fins de monitoramento e controle dessas substâncias em compartimentos ambientais", diz.

Leia a matéria completa acessando a Folha de S. Paulo

Novidades

Visita à Trilha do Mirante do Caeté, na Prainha, tem de ser agendada com até uma hora de antecedência

29/07/2021

A partir de agora, quem quiser percorrer a Trilha do Mirante do Caeté, no Parque Natural Municipal d...

Sítio Burle Marx, Valongo, Rio, Paraty e Ilha Grande: os patrimônios mundiais do estado

29/07/2021

Reconhecido nesta terça-feira como Patrimônio Mundial da Unesco, o Sítio Roberto Burle Marx, em Barr...

Língua negra na areia chama atenção de quem passa pela Praia de Ipanema

29/07/2021

Depois da chuva que caiu no começo da manhã desta quarta-feira, um grande volume de água suja surgiu...

Atropelamento de morcegos na BR que corta reserva é o maior do mundo

29/07/2021

O trecho de 25 km da BR-101 que corta ilegalmente a Reserva Biológica de Sooretama, no norte do Espí...

Botos do Amapá têm comportamento inusitado e habitat inesperado

29/07/2021

Pesquisadores brasileiros descobriram comportamentos inusitados e novos locais de ocorrência do boto...

Frio avança pelo Brasil e 5 capitais têm mínimas abaixo de 5ºC

29/07/2021

O frio avança pelo Brasil nesta quinta-feira (29) e sexta-feira (30) e, segundo o Climatempo, há cha...